Edições Vale do Varosa

msjt_livro

 

Autor | Luís Sebastian; Patrícia Brás

Editor | Direção Regional de Cultura do Norte / Museu de Lamego / Vale do Varosa

Local | Lamego

Ano | 2015

Design | Companhia das Cores, Design e comunicação Empresarial

Tiragem | 500 Exemplares

ISBN | 978-989-98708-7-1

[PVP: 7,50€]

Disponibilizar de forma acessível uma apresentação geral do conhecimento reunido ao longo de 17 anos de investigação histórico-arqueológica é o grande objetivo desta publicação em torno do Mosteiro de São João de Tarouca. “Mosteiro de São João de Tarouca. História, Arquitetura e Quotidiano” nasce assim da necessidade de dar apoio a quem visita o complexo monástico.

Na obra, que parte da investigação realizada ao longo das últimas duas décadas por Luís Sebastian e Ana Sampaio e Castro, descontroem-se conceitos e cria-se um fio condutor que faz o leitor recuar até ao século VI e a partir daí (re)descobrir as origens da Ordem de Cister e a construção do Mosteiro de São João de Tarouca, entrando na sua história e no seu quotidiano.

Neste contexto, “Mosteiro de São João de Tarouca. História, Arquitetura e Quotidiano” aposta na vertente comunicativa, de forma a chegar ao maior número de pessoas possível.


 

ConventoSAFerreirim

Autor | Vítor Gaspar

Editor | Direção Regional de Cultura do Norte / Vale do Varosa

Local | Lamego

Ano | 2015

Design | Companhia das Cores, Design e comunicação Empresarial

Impressão | Lusoimpress

Tiragem | 500 Exemplares

ISBN | 978-989-98708-9-5

[PVP: 15,00€]

Em “A Pintura Quinhentista do Convento de Santo António de Ferreirim”, ao longo de cerca de 100 páginas, o autor procura dar resposta a “velhas” questões em debate na historiografia da arte portuguesa, recorrendo a “novas” metodologias. Vítor Gaspar vai nesta obra aliar os tradicionais métodos de abordagem aos mais recentes métodos laboratoriais de estudo material das obras de arte.

Será que se conhecem realmente as pinturas que o Infante D. Fernando, filho de El Rei D. Manuel I, contratualizou com Cristóvão de Figueiredo? Em que fase da empreitada participam Garcia Fernandes e Gregório Lopes? O que fez cada um? Existem pontos de contacto entre os três pintores? Como é o trabalho de parceria?

Estas são algumas das questões a que o autor responde em “A Pintura Quinhentista do Convento de Santo António de Ferreirim”.


CisterDouro

Coordenação Editorial | Luís Sebastian, Nuno Resende

Coordenação Científica | Nuno Resende

Autores | Ana Sampaio e Castro; Ana Cristina Sousa; Célia Taborda; David Ferreira; Hugo Barreira; Lúcia Rosas; Luís Corredoura; Luís SebastianM Maria Leonor Botelho; Manuel Pedro Ferreira; Miguel Rodrigues; Nuno Resende; Salvador Magalhães Mota

Design Gráfico | Cristina Dordio

Produção | Outros Mercadus

Edição | DCRN | Museu de Lamego | Vale do Varosa

Impressão | Multitema

ISBN | 978-989-98657-9-2

Depósito Legal | 395817/15

[PVP: 20,00€]

Uma instalação multimédia itinerante, totalmente sustentada em imagem impressa e projetada destinada a ser instalada em espaços públicos de grande afluência, materializa-se em duzentas páginas do catálogo “Cister no Douro”, cumprindo o duplo objetivo de divulgar o património cisterciense duriense e de contribuir para a consolidação da sua investigação.

Indo além do convencional formato de catálogo de exposição, “Cister no Douro” procurou reunir um conjunto diversificado de investigadores que, no todo, contribuíssem para uma visão geral e multifacetada do fenómeno cisterciense na região, à luz do conhecimento atual. Treze investigadores aceitaram o desafio, construindo um diálogo com e entre os objetos, as ideias, as formas, os textos e contextos, no sentido de (re)construir ruínas e fragmentos, procurando desenhar uma imagem com maior definição do Passado, da Memória coletiva e do Património.

Organizado cronologicamente, em “Cister no Douro” cruzam-se saberes sobre um conjunto notável de edifícios cistercienses erguidos ainda durante a Idade Média – Santa Maria de Aguiar, São Pedro das Águias, Santa Maria de Salzedas, São João de Tarouca e Santa Maria de Arouca – ou, como no caso de Tabosa, erguido durante a época Moderna.


Autor | Luís Sebastian

Editor | Direcção Regional de Cultura do Norte / Vale do Varosa

Local | Lamego

Ano | 2015

Design | Companhia das Cores, Design e comunicação Empresarial

Impressão | Lusoimpress

Tiragem | 500 Exemplares

ISBN | 978-989-98708-7-1

[PVP: 30,00€]

“A Faiança Portuguesa de Olaria na Intervenção Arqueológica no Mosteiro de São João de Tarouca”, da autoria do arqueólogo e responsável pelos trabalhos de recuperação do mosteiro, Luís Sebastian, é o reflexo de cerca de uma década de trabalho multidisciplinar, no âmbito da escavação arqueológica do complexo monástico, que decorreu entre 1998 e 2007.

Mais de 3500 metros quadrados escavados fazem desta uma das maiores escavações em território português, musealizada desde 2013, ao abrigo do projeto Vale do Varosa, no terreno desde 2009, sob a égide da Direção Regional de Cultura do Norte.

Nesta obra apresenta-se o estudo tipológico de 2.782 peças de faiança portuguesa de olaria que foi possível identificar, constituídas pela colagem de mais de 13 mil fragmentos, num total de 226.701 kg de peso, assumindo-se este conjunto como amostra de um universo mais extenso, mas que ilustra a produção de faiança portuguesa, num dos maiores trabalhos de registo gráfico alguma vez realizado em Portugal.


capa

 

 

 

Autora | Ana Sampaio e Castro

Edição | Vale do Varosa – Direção Regional de Cultura do Norte

Data de edição | 2014

ISBN | 978-989-98708-2-6

Depósito legal | 374315/14

[TEMPORARIAMENTE INDISPONÍVEL]

“Mosteiro de Santa Maria de Salzedas. Da fundação à extinção”, da autoria de Ana Sampaio e Castro, reflete a evolução de um edifício que começou a ser construído em 1168, mas que terá tido a sua génese bem antes, no local hoje conhecido como “Abadia Velha”.

Não pretendendo apresentar a totalidade das referências já publicadas sobre o Mosteiro, nesta obra são selecionadas aquelas que, pelo conjunto, se constituem como as mais relevantes para a história deste edifício e da comunidade que o ocupou durante oito séculos.

Em o “Mosteiro de Santa Maria de Salzedas. Da fundação à extinção”, Ana Sampaio e Castro percorre o caminhos deste espaço a partir de diversos pontos de vista: o da geografia, da historiografia, das origens, do espaço monástico e do território.


COLEÇÃO INFANTIL

800_237

 

 

Texto | José Jorge Letria

Ilustração | Elsa Lé

Data de edição | 1ª edição, outubro de 2011

Depósito Legal | 334735/11

ISBN | 978-989-8213-61-7

Edição | Direção Regional de Cultura do Norte e Trinta por uma linha

[PVP: 12,50€]

Incluído no Plano Nacional de Leitura, “O Mosteiro de Santa Maria de Salzedas: as formigas, o gaio e as pedras” conta a história de um Mosteiro, com praticamente a idade de Portugal, e da lenda que lhe está associada.

Conta a história que a edificação original do Mosteiro não é a que lhe é conhecida atualmente. Conta a história também que a atual localização se deve à diligência de formigas trabalhadoras que se opuseram à sua construção primitiva.

Todas as noites, um exército de formigas desfazia o trabalho árduo dos monges que transportavam as pedras e erguiam paredes…

Entre a lenda e a realidade, esta obra infantil, a primeira de um conjunto de três, transporta o leitor para o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas e a época que o viu nascer.


800_275

 

 

Texto | João Manuel Ribeiro

Ilustração | Elsa Lé

Data de edição | 1ª edição, dezembro de 2012

Depósito Legal | 352104/12

ISBN | 978-989-8213-72-3

Edição | Direção Regional de Cultura do Norte e Trinta por uma linha

[PVP: 12,50€]

“Sou um debuxo do pintor Cristóvão de Figueiredo!

Sim, apenas um desenho, não uma pintura.

Não me vês, mas eu vivo escondido nestes quadros.

Nasci da mão e da imaginação do pintor

para guiar, guardar e fazer ver

a obra dos retábulos do convento de Ferreirim”.

É desta forma que começa “O Anjo do Pintor”, o segundo da coleção de livros infantis dedicada aos monumentos do Vale do Varosa. A história encontra inspiração nos célebres painéis do Convento de Santo António de Ferreirim, pintados por Cristóvão de Figueiredo, Garcia Fernandes e Gregório Lopes, vulgarmente conhecidos como  Mestres de Ferreirim.

Pela mão do anjo, começa uma viagem pelas oito tábuas pintadas no século XVI. “O Anjo do Pintor” está integrado no Plano Nacional de Leitura.


800_236

 

 

Texto | João Pedro Mésseder

Ilustração | Elsa Lé

Data de edição | 1ª edição, fevereiro de 2013

Depósito Legal | 355157/13

ISBN | 978-989-8213-78-5

Edição | Direção Regional de Cultura do Norte e Trinta por uma linha

[PVP: 12,50€]

Incluído no Plano Nacional de Leitura, “A História de Frei João da Esperança” narra o percurso de Lourenço que empreendeu sozinho viagem até S. João de Tarouca, por incumbência de seu pai doente. Ser noviço no Mosteiro, ainda em construção, é o objetivo da personagem principal que, entre jograis, ladrões e mercadores, vai enfrentando e vencendo os perigos da estrada com valentia e bom coração.

É esta persistência na viagem entre Lamego e Tarouca, onde não faltam a investigação e o rigor históricos, que este livro infantil traz e que transporta o leitor para o século XII…

Este é o terceiro livro da coleção infantil “Vale do Varosa”, depois de “O Mosteiro de Santa Maria de Salzedas: as formigas, o gaio e as pedras” e “O Anjo do Pintor”.